ESQUEMAS DE COSMOLOGIA - 20

 

 

III - A PRECESSÃO DOS LABIRINTOS: dilemas da Cosmologia contemporânea.


C) - ALBERT EINSTEIN. Um imprevisto impacto na "imagem" do Universo.





2. A TEORIA DA RELATIVIDADE RESTRITA. Espaço, Tempo, Matéria e Movimento.

 

 

I. OBSERVADORES EM MOVIMENTO UNIFORME RELATIVO.

A. Experiências de MEDIDA:

1. Não coincidência do COMPRIMENTO.

2. A interferência da LUZ.

3. Contracção do ESPAÇO e dilatação do TEMPO.

4. Constante Universal - Velocidade da luz (C).

5. O Paradoxo de Langevin.

6. A Assimetria do MOVIMENTO: aceleração e desaceleração.

7. Abertura à "Teoria da Relatividade Geral".

8. Uma gigantesca complexidade.

 

II. UMA FIXÃO MATEMÁTICA?

A. Mundo da TRR e sua validação para velocidades próximas de "C".

B. TRR e tecnologia:

1. Microscópio electrónico.

2. Aceleradores de partículas.

C. Aumento da Massa com a Aceleração.

1. Electrões acelerados ao longo de 3 Km, "adquirem Massa" 40 vezes superior á do momento de partida.

2. Atraso de relógios em movimento.

3. Um relógio físico:o MUÃO.

a. O muão em repouso relativo desintegra-se em pequenas partículas num tempo "t".

b. Um muão acelerado no CERN "aumenta" o tempo de vida nos termos da TRR.

D. A equivalência "Massa-Energia".

E. A fórmula famosa: E=MC2

 

III. CONSEQUÊNCIAS DA TRR:

A. Perca do carácter "absoluto" do Espaço e do tempo.

B. A dependência por relação ao "sistema de referência" onde se definem os padrões de Espaço e Tempo.