ESQUEMAS DE COSMOLOGIA - 06

 

 

II - UNIVERSO NA HISTÓRIA, HISTÓRIA DO UNIVERSO: faces da Cosmologia.

 

 

B) - DA "ESCOLA DE ALEXANDRIA" À ÉPOCA MODERNA.

 

 

1. ASTROS E ANJOS: Iluminuras medievais.

 

 

 

I. EVOLUÇÃO SOCIO-CULTURAL DO OCIDENTE POSTERIOR A PTOLOMEU:

A. Expansão do Cristianismo.(religião oficial do Império)

B. Queda do Império Romano do Ocidente.(430)

C. Ensimesmamento da Europa:

1. Ausência de poder central.

2. Mundo rural e fechado.

3. Declínio do comércio.

4. Estruturas feudais.

D. Invasões Árabes (séc. VIII):

1. O papel de Maomé (622).

2. O Islão e a língua árabe.

3. A unificação religiosa.

4. A conquista e a expansão.

5. O saber Grego, Persa e Indiano.

6. As escolas de Tradutores.

 

E. RECONQUISTA E NACIONALIDADES (séc. VIII/XIII):

1. Decadência do feudalismo.

2. Renascimento urbano.

3. Abertura ao "gótico".

 

F. RENASCIMENTO DO SÉC. XIII e arranque da "Modernidade":

1. Naturalismo.

2. Aristotelismo.

3. O papel das Universidades.

G. OS DESCOBRIMENTOS E OS MAPAS:

1. A experiência prática.

2. A expansão marítima.

 

II. EVOLUÇÃO DAS GRANDES TENDÊNCIAS DO PENSAMENTO FILOSÓFICO:

A. Platonismo e Neo-platonismo. (séc. III/XII)

B. Aristotelismo e Escolástica. (séc. XII/XIV)

C. Neo-platonismo. (séc. XVI)

 

III. EVOLUÇÃO DAS PERSPECTIVAS COSMOLÓGICAS:

A. Decadência do Helenismo e expansão do cristianismo.

B. O modelo de Ptolomeu e a adaptação cristã.

C. O sentido da SALVAÇÃO e o recolhimento subjectivo.

D. O problema da observação da Natureza e sua desvalorização.

E. TESES COSMOLÓGICAS de S.LACTÂNCIO (260-340):

1. "Da Falsa Sabedoria dos Filósofos" ( 3º vol. das "DIVINAS INSTITUIÇÕES")

2. A oposição à ideia de esfericidade da Terra:

a. O argumento dos antípodas.

b. O argumento da "chuva e da neve".

F. TESES COSMOLÓGICAS DE S.AGOSTINHO (354-430):

1. O princípio das "2 Cidades".

2. A inutilidade da curiosidade pelo conhecimento da Natureza.

3. Uma tentação --- o Saber pelo amor do Saber.

4. Elogio do recolhimento,meditação e oração.

5. O "mundo" como local para meditar.

6. Implicações cosmológicas:

a. Desinteresse pela análise naturalista do Universo.

b. Regresso às concepções bíblicas do LIVRO DO GÉNESIS:

(1) A ideia duma separação das águas.

(2) Firmamento cercado por cima e por baixo.

(3) Ideia duma Terra plana.

G. TESES COSMOLÓGICAS DE COSMAS (séc. VI):

1. "TOPOGRAPHICA CHRISTIANA" - "Contra os que pensam e imaginam como os pagãos ser esférico o Céu".

2. Ideia de um mundo rectangular" (2 vezes mais comprido que largo).

3. Imagem da TERRA:

a. Ilha plana no meio do universo.

b. Rodeada de água por todos os lados.

4. Imagem do PARAÍSO:

a. Uma 2ª Terra mais longínqua.

b. Local de origem do Homem transportado por Noé.

5. Imagem do Universo:

a. Local delimitado por muros verticais.

b. O tecto do Universo --- um semi-cilindro.

6. Explicação do movimento dos Astros:

a. A responsabilidade dos Anjos.

b. Ideia de uma Montanha nas extremidades da Terra. Os astros desaparecem atrás dela levados pelos Anjos.

7. Influência na construção de alguns mapas até ao séc. XIV:

a. Representação rectangular da Terra.

b. O formato de "tabernáculo".

c. A Terra como "disco circular" com Jerusalém ao centro.

 

H. TESES COSMOLÓGICAS de BEDA,o Venerável (séc. VII/VIII):

1. A redescoberta de Plínio.

2. A Terra como "esfera".

3. Manutenção da ideia de águas supra-celestes.

4. Ideia de antípodas:

a. Impossibilidade da existência de "habitantes".

b. Regiões inacessíveis devido ao Oceano.

c. Os supostos habitantes dos Antípodas:

(1) Não descenderiam de Adão.

(2) Não foram redimidos por Cristo.

I. TESES COSMOLÓGICAS DE GERBERTO (Papa Silvestre II - séc. XI):

1. Abertura a uma "formação clássica":

a. Geometria.

b. Música.

c. Astronomia.

2. Sinais de recuperação do Saber "antigo":

a. Aceitação da forma esférica da Terra.

b. A Terra no centro do Espaço.

c. Aceitação das "esferas" planetárias.

3. Redescoberta de Heráclides.

 

IV. A REDESCOBERTA DE ARISTÓTELES (séc. XIII):

A. Papel-chave das UNIVERSIDADES:

1. Bolonha.

2. Paris.

3. Oxford.

4. Cambridge

B. Reabilitação do "cosmos" aristotélico.

C. Revalorização da noção e valor da experiência.

D. A Razão como noiva da Fé.

E. Importância de Roger BACON,Tomás de AQUINO.

1. O "naturalismo" de ALBERTO MAGNO:

a. Insectos.

b. Pássaros.

c. Mamíferos.

d. Baleias.

F. Significado de circunstâncias favoráveis na renovação de mentalidades:

1. Fim do Feudalismo.

2. Desenvolvimento dos fenómenos de ocupação urbana.

3. A pressão do Comércio.

G. O papel positivo da Civilização Árabe.